COMO LEVAR UMA CRIANÇA A CRISTO

Publicado em 05 de Outubro de 2010 | Fonte: www.montesiao.pro.br/redecrianca | 12712 cliques


Deve ser falado sobre o Plano de Salvação a toda criança que não recebeu a Jesus ainda. Mesmo depois da conversão a criança deve estar sempre ouvindo sobre o Plano de Salvação (de preferência que em todo estudo se introduza alguns deles, ou todos se for possível).

Mensagem do Plano de Salvação:
1- Deus é Criador, Santo, Justo e Amor. (Jo 3:16)
2- Jesus, o único e perfeito Filho de Deus. (Rm 5:8)
3- Todos somos pecadores. (Rm 3:23)
4- Jesus morreu em nosso lugar, derramando seu sangue por nós. (1Co 15:3)
5- O Salvador ressurreto e exaltado.(1Co 15:4)
6- A salvação é um presente que precisa ser recebido. (Rm 6:23)

Pode ser mostrado como abaixo ou também como o Espírito Santo te tocar:

Há cinco degraus que nos conduzem à salvação. É necessário subi-los se quisermos ser salvos:

 



1- Sou pecador - "Todos pecaram e carecem da glória de Deus." (Rom.3:23)
2- Deus me ama - "Deus amou tanto o mundo, que deu o Seu único Filho, para que todo aquele que nele crê não morra, mas tenha a vida eterna“. (Jo 3:16)
3- Cristo morreu por mim - "Cristo morreu pelos nossos pecados... foi sepultado e ressuscitou..." (1Co 15:3)
4- Eu aceito Jesus como meu Salvador - "A todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; a saber: aos que crêem no seu nome." (Jo 1:12  )
5- Tenho a vida eterna - "Quem crê em mim, ainda que morra, viverá." (Jo 11:25)

O CONVITE PARA A SALVAÇÃO
Chamado também de apelo, consiste em se dar oportunidade a criança de se apropriar do Presente da Salvação (ítem 5 acima). O Espírito Santo age na vida da criança, operando o novo nascimento. O convite para a criança receber o Salvador, seguido de uma ação visível, é o elo para se identificar àquela que está interessada e precisa de ajuda. Não deve ser algo que emocione, assuste, pressione ou persuada a criança.

O apelo possui algumas características que devem ser observadas:
1- Deve ser claro, curto, pessoal, bíblico e positivo. Deve ser compreensível à criança e coerente com o fato da história e os demais pontos da Mensagem da Salvação.
2- Deve ser num ambiente em que esteja tudo calmo e organizado, para que não haja interrupções.
3- Deve haver uma manifestação visível por parte da criança, com gesto ou palavra.

LEIS QUE REGEM O ENSINO
1- Lei do Desenvolvimento - é a ordem lógica no aprendizado, quando há tempo para tudo. Por ex: um bebê recebe leite, papinha e sucos, para depois chegar à comida sólida; a criança precisa conhecer os números, aprender a somar para dominar depois a multiplicação. Assim também na vida cristã, é preciso aprender primeiro a Mensagem da Salvação, levando a criança a receber o Salvador, para depois dar-lhe a segurança e encaminhá-la no andar com Cristo.
2- Lei do Exercício - é aprender fazendo; colocar em prática o ensino, sempre que possível. Por ex: se na aula foi mencionado o ensino sobre a oração, planeje um tempo extra para as crianças se reunirem para orações específicas.
3- Lei do Efeito - é a satisfação em aprender; o ensino apresentado de forma agradável que proporciona prazer em repetí-lo. Por ex: se a lição proporcionou o desafio de falar de Cristo para um coleguinha e a criança ao fazê-lo foi ridicularizada, cabe ao professor evitar o desânimo, elogiando seu esforço e estimulando-a a tentar novamente.

A lição bíblica deve conter verdades que levem o aluno não salvo a conhecer o Salvador e orientem também o salvo, na vida cristã.

PREPARAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA LIÇÃO
Para uma boa preparação da lição devemos separar tempo para estudá-la e orarmos por nós mesmos. Orar para que o Espírito Santo nos torne sensíveis aos ensinamentos contidos na lição a ser estudada. E se for uma passagem já conhecida, que Ele a renove para nós. Lembre-se de que Ele é o Autor do Livro e conhece nossas necessidades bem como as de nossos alunos.

Devemos preparar toda a lição a ser apresentada, assim como materiais que utilizaremos.
Ex.: flanelógrafo, cartazes com cenários para a lição, cadernos ilustrados, etc.